5 motivos que provam que juntar dinheiro no cofrinho é furada

como juntar dinheiro no cofrinhoQuase todas as pessoas aprendem como juntar dinheiro no cofrinho logo na infância. Ele é o nosso primeiro contato direto com a educação financeira.

Entretanto, com o passar do tempo as instruções vão diminuindo, enquanto as dúvidas a respeito da eficiência do cofrinho só vão aumentando.

Infelizmente, mesmo com dúvidas, muitas pessoas insistem em continuar guardando dinheiro em casa. Se você é uma delas, prepare-se para confirmar de vez a verdadeira furada que é deixar seu dinheiro parado.

Veja 5 motivos que provam que juntar dinheiro no cofrinho é furada:

1. Seu dinheiro pode ficar em risco

Contar com o fator de sorte para garantir a segurança do próprio dinheiro certamente não é a melhor opção.

Ao guardar seu dinheiro embaixo do colchão, em cofres, latinhas ou em qualquer outro lugar dentro de casa você estará assumindo o risco de vê-lo ir embora por conta de fatores inesperados, como:

  • furtos e assaltos;
  • incêndios;
  • acidentes naturais e etc.

Muita gente ainda costuma dizer que os bancos também não são 100% seguros.

Bem… se dissermos que essa frase não é verídica, estaremos mentindo. Porém, uma coisa é certa: as chances de uma instituição financeira falir são bem menores do que a possibilidade de você perder seu dinheiro em casa.

2. Qualquer valor acumulado não será atualizado

Você sabia que, com o passar do tempo, o dinheiro que você tem hoje é desvalorizado, reduzindo o seu poder de compra?

Isso ocorre por conta da famosa inflação.


A inflação é o aumento contínuo e generalizado no valor dos preços. Os valores dos preços só são considerados estáveis quando a taxa está zerada.


A estimativa do mercado para a inflação brasileira, medida pelo IPCA para o final de 2017, é de 3,40%.

Isso significa que: se você precisar juntar R$ 900 para comprar um celular e a inflação aumentar 3,40%, o celular passará a custar R$ 930,60.

Caso você guarde o dinheiro em algum produto financeiro com correção monetária, o valor acumulado será atualizado e você não terá perdido dinheiro para a inflação. Agora, se você guardar R$ 900 no cofrinho, terá que acrescentar R$ 30,60 para conseguir comprar o celular.

linha

Vale a pena guardar dinheiro na poupança?

linha

3. A liquidez fará você gastar

Paulinho da Viola não mentiu quando escreveu dinheiro na mão é vendaval” em sua composição. Afinal, para sentir vontade de gastar dinheiro, basta ter um real no bolso.

Infelizmente, quando possuímos uma reserva financeira em casa, acabamos gastando tudo ou parte do que juntamos para cobrir qualquer imprevisto.

Teoricamente isso é algo bom, pois quando surge um imprevisto temos que resolvê-lo imediatamente. Porém, na prática não funciona bem assim. Geralmente, as pessoas acabam entrando num ciclo vicioso de utilizar o dinheiro guardado em casa até para fazer compras desnecessárias.

4. Cofrinho é uma ilusão para quem não tem disciplina financeira

Seja realista com você mesmo. Se você não possui disciplina financeira, é bem provável que sua reserva financeira irá de vento em popa nos primeiros meses. Porém, ao longo do tempo, você acabará retirando uma parte do dinheiro, depois retirará mais, até sobrar bem pouco… ou, no pior dos casos, não sobrar absolutamente nada.


Quando não há disciplina financeira, a situação acaba sendo um pouco mais complicada. Juntar dinheiro torna-se um desafio, independentemente de guardá-lo em em casa ou, por exemplo, na poupança.

Caso você tenha dificuldade em juntar dinheiro, recomendamos a leitura do e-Book Como desenvolver sua disciplina e controle financeiro.


5. É tão desvantajoso quanto guardar dinheiro em conta corrente

Apesar das altas taxas de serviço e manutenção, a conta corrente ainda consegue sair na frente do cofrinho quando o assunto é segurança.  Ou seja, juntar dinheiro em casa consegue ser pior do que guardar na conta corrente.

linha

Desafio das 52 semanas: como conseguir guardar R$ 4.134,00 em 1 ano

linha

Como juntar dinheiro no cofrinho da forma correta?

Guardar dinheiro em um cofre só é indicado se for durante pequenos períodos. Veja como fazer isso da forma correta:

Guarde no cofrinho as suas economias diárias

Depois de definir um objetivo e descobrir quanto poupar mensalmente para conseguir alcançar a quantia desejada, comece a guardar todas as suas economias diárias em um cofrinho.

Sabe aquele troco do pão ou de uma compra do cotidiano? Guarde tudo diariamente.

Para se sentir motivado a juntar dinheiro ou pelo menos reduzir a vontade de gastá-lo, estabeleça desafios a você mesmo.

Por exemplo:

Guardar no cofre 10% do valor cada compra.

Retire mensalmente o valor acumulado

Como falamos, esta é a única forma eficaz de utilizar um cofrinho: guardando suas economias durante pequenos períodos.

Lembrando que não adianta nada retirar do cofre e colocar, por exemplo, embaixo do colchão (!)

Guarde o dinheiro em um produto financeiro que tenha correção

A melhor alternativa para não ver o que você economizou sendo desvalorizado pela inflação é aplicando-o em um produto financeiro que possua correção com base na TR ou na própria inflação.

Veja um exemplo:

Imagine que nos últimos 5 anos a TR anual ficou em torno de 2%. Se você tivesse acumulado, por exemplo, R$ 5.000 durante 5 anos em um produto com correção da TR, e retirado 100% do valor no começo do 6º ano, você receberia um acréscimo de aproximadamente R$ 308,12.

linha

Descubra quanto economizar por mês para realizar seus sonhos

linha

Qual o melhor lugar para guardar dinheiro?

Algumas pessoas recorrem à capitalização, outras à poupança e por aí vai… Entretanto, o lugar ideal dependerá muito da sua necessidade e do seu perfil.

Uma dica importante é avaliar todas as opções antes de fazer sua escolha. Caso você não tenha disciplina financeira, tenha cuidado com soluções que oferecem uma certa facilidade para fazer saques. Afinal, se o objetivo é juntar e atingir uma meta, não faz sentido escolher uma solução que te induza a gastar.

Para te ajudar nessa escolha, recomendamos que você leia o artigo Qual o melhor lugar para guardar dinheiro?. Ele explica cada detalhe de cada opção para juntar suas economias, além de apresentar um comparativo de todas as opções juntas.

Continue contando com o Poupar Fácil para esclarecer as suas dúvidas sobre finanças.

Até o próximo artigo!

Qual é o melhor lugar para guardar dinheiro?